Microsoft está compatibilizando muito de seus serviços com o sistema no Pinguim, a grande novidade que pegou muitas pessoas de surpresa foi o anúncio de que teremos, muito provavelmente em 2017, o Microsoft SQL Server rodando no Linux.

A Microsoft tem visado oferecer aos seus clientes a solução de que eles necessitam, provendo soluções híbridas entre serviços. Muitas pessoas gostam do SQL Server mas não queriam o Windows como sistema operacional do servidor, agora estas pessoas terão uma boa opção, podendo optar por Ubuntu e Red Hat Enterprise Linux por exemplo.
Eu achei muito engraçado a galera falando que o “inferno deve ter congelado” para a Microsoft fazer aplicações para Linux, como diz o Linus Torvalds: “Se a Microsoft faz programas para o Linux significa que eu ganhei”. A “gigante de Redmond” ganhou uma nova visão de mercado com o já não tão novo CEO e do meu ponto de vista eles simplesmente estão deixando qualquer preconceito de lado e dando ao cliente o que ele quer, do meu ponto de vista não é desmerecimento algum em reconhecer as qualidades da concorrência e quando pode-se aliar esta qualidade aos seus produtos e serviços, por que não? Mais uma vitória para o Linux!
Fonte: Diolinux